AutocuidadoBem-EstarCabelosDicas bnyou

Queda capilar, causas e possíveis tratamentos.

By 31/07/2020 No Comments

 

Na matéria do blog dessa semana, convidamos a farmacêutica Jéssica D. Padilha para conversar com o bnyou sobre queda capilar, quais são as causas  e os possíveis tratamentos para esse problema.

 

Conta pra gente, você tem queda de cabelo?
Sabe o que causa queda capilar? Qual é o tratamento mais indicado? Se não, leia a matéria completa em nosso blog, conversamos com detalhes sobre esse problema que afeta homens e mulheres.

 

O que causa a queda de cabelo?

É super importante saber que perder de 50 a 100 fios de cabelo diariamente é normal e que conforme vamos envelhecendo também é comum que os fios fiquem mais finos, porém, atenção se o seu cabelo está caindo muito, já que isso pode significar algum problema de saúde mais grave.

O cabelo é formado aproximadamente por 91% de proteína. As proteínas são feitas de longas cadeias de aminoácidos conectadas de ponta a ponta como um colar de pérolas. A ligação química que une os aminoácidos é chamada ligação peptídica. Uma cadeia longa de aminoácidos conectada às ligações de peptídeos é chamada polipeptídeo.

Os fios ou fibras capilares são constituídos basicamente por cerca de 65 a 95% de proteínas, sendo a queratina aquela presente em maior quantidade. As proteínas são polímeros de condensação ou macromoléculas formadas por uma sequência de 15 a 20 tipos de aminoácidos. As moléculas mais simples desses compostos são formadas por um grupo carboxílico (COOH), um grupo amina (NH2) e dois átomos de hidrogênio (H) ligados a um átomo de carbono (Glicina). A esse mesmo carbono pode se ligar um radical (R) qualquer no lugar de um dos átomos de hidrogênio, o qual irá determinar o tipo de aminoácido.

 

Ao sofrerem reações químicas, tais como branqueamentos químicos (oxidação), alisamentos alcalinos e exposição à luz solar, os aminoácidos são convertidos em outras substâncias ou derivados, como, por exemplo, a cistina formada por dimerização da cisteína em condições oxidantes.

O ciclo capilar é formado por 3 fases, e é importante entendê-lo para compreender o motivo pelo qual a queda de cabelo ocorre. Veja só:

– Anágena: É a fase de crescimento do ciclo,  produção ativa de células novas no folículo capilar. Dura de três a cinco anos, podendo chegar até dez anos

– Cartagena: É a fase de transição que sinaliza o final da etapa anterior, as células também param de produzir melanina e a raiz fica com aparência de esbranquiçada.  Nesta fase há produção de células germinativas que preparam o folículo para o novo crescimento.  A duração desta fase é de duas ou três semanas

– Telógena: É o estágio de queda.  Normalmente, o eixo do cabelo envelhecido cai durante essa fase.  O cabelo pode permanecer no local até ser empurrado para fora pelo crescimento de um novo fio na próxima fase do ciclo. Dura de três a seis meses.

 

O que causa a queda dos cabelos?

Esses são alguns dos fatores apontados em nossa conversa com a Jéssica Padilha.

 

  • Desequilíbrio hormonal
  • Alteração do Sistema Imunológico
  • Estresse
  • Falta de cuidados e higiene no couro cabeludo
  • Má qualidade de vida

 

Você sabe o que significa alopécia?

 

O termo alopecia é usado para designar a perda total ou parcial, definitiva ou não dos pelos do corpo ou dos cabelos. Qualquer alopécia altera diretamente o ciclo biológico dos cabelos de quatro formas básicas:

  • Alteração no tempo da duração das fases.
  • Transformação rápida da fase anágena para telógena.
  • O cabelo é eliminado ainda em sua fase de crescimento, como ocorre nos tratamentos com citostáticos
  • Folículo piloso é totalmente destruído

 

E agora, quais são as alternativas que temos para ajudar a diminuir a queda capilar?

 

Em primeiro lugar, tenha uma alimentação balanceada. O cabelo é uma extensão da nossa saúde e, se o organismo não estiver nutrido e saudável, os fios vão refletir isso. Opte por uma alimentação rica e equilibrada, com legumes, proteína, alimentos integrais, verduras, frutas, entre outros

Usar vitamina para queda de cabelo é uma ótima opção, já que ela consegue nutrir os fios profundamente, deixando-os não só mais fortes, mas também hidratados e brilhantes. Vale ressaltar, entretanto, que a vitamina, qualquer que seja, precisa ser usada com responsabilidade, pois assim como a falta, o excesso dela também pode levar a queda de cabelo.

queda-capilar-causas-tratamentos-vitaminas

Uma das primeiras opções para o tratamento da queda capilar é indicação do uso de vitaminas que que podem lhe ajudar no tratamento para queda de cabelo:

Vitamina A

A Vitamina A é uma ótima opção para queda de cabelo, já que age sobre a produção de queratina e colágeno. Ela é facilmente encontrada em formato de ampolas, que podem ser aplicadas diretamente nos fios ou misturada na máscara de tratamento capilar. Para usar a vitamina para queda de cabelo, opte por aplicar 6 a 10 gotas nos fios ou na máscara.

 

Vitamina C

Biotina (a Biotina faz parte do complexo B e atua na prevenção da queda de cabelo, sendo bastante indicada para evitar a progressão da calvície).

 

Ácido Fólico

Complexo B (as vitaminas do complexo B, como a Biotina, que já citada anteriormente, e o ácido pantatênico, são ótimas opções de vitamina para queda de cabelo, pois ajudam na saúde do couro cabeludo.

 

Cisteína, cisteína, queratina

Essas vitaminas podem ser encontradas em comprimidos e é sempre recomendado procurar auxílio profissional para a dosagem certa.

 

A segunda opção é a utilização de soluções capilares, veja só:

 

A loção antiqueda, ajuda a revitalizar a raiz do cabelo e normalizar o ciclo de crescimento. Também tem a função de estimular a vascularização do couro cabeludo permitindo oxigenação da área. Indicações:

 

queda-capilar-causas-tratamentos-serum

  • queda do cabelo;
  • revitaliza a raiz do cabelo e normaliza o ciclo de crescimento;
  • permite oxigenação do couro cabeludo por estimular a vascularização;
  • solução especial que não agride o cabelo, uso externo.

 

“ Segundo fiedler (1999) apud brunton, lazo e parker, o minoxidil aumenta o tamanho do folículo, resultando em hastes de cabelo mais grossas, e estimula e prolonga a fase anagênica do ciclo do cabelo, resultando em cabelos mais longos e em maior número”.

Essa solução pode ser encontrada em farmácias e é sempre recomendado procurar auxílio profissional para a dosagem certa.

 

A terceira opção de tratamento capilar, é o  tratamento estético com intradermoterapia capilar.

Você sabe o que é?

Esse tratamento, também conhecido como MMP (Microinfusão de Medicamentos no Couro Cabeludo), é um método clínico que consiste na aplicação de substâncias ativas no couro cabeludo, por meio de pequenas agulhas, com o objetivo de diminuir consideravelmente a queda de cabelo.

Ainda, a técnica auxilia na nutrição dos fios e interfere diretamente no crescimento capilar, estimulando o progresso. Isso acontece porque existe uma alta concentração de vitaminas e minerais na mistura dos fármacos. Nesse sentido, por não ter a chance de ser metabolizada pelo organismo, a técnica garante bons resultados e atinge uma distribuição efetiva.

 

quada-capilar-intradermoterapia-capilar

Como funciona a intradermoterapia capilar?

O tratamento é feito com a aplicação de diversas microinjeções que penetram no couro cabeludo, de maneira superficial, injetando pequenas doses do medicamento — uma combinação de fármacos que permite a vasodilatação, o fortalecimento do bulbo capilar e o estímulo da produção de colágeno — na região selecionada. A quantidade de sessões depende do nível do desenvolvimento da alopecia.

Quais são suas vantagens?

Uma de suas principais vantagens é apresentar uma rápida resposta do organismo, já que o fármaco não precisa passar pelos mecanismos de absorção do corpo, sendo mais efetivo e seletivo, o que reduz consideravelmente os riscos de efeitos colaterais.

Ainda, o método se mostra bastante eficiente no tratamento de cabelos que sofrem com químicas pesadas, como alisamento e descoloração. Isso porque a aplicação local influencia diretamente na síntese e formação dos fios, estimulando a produção de nutrientes e vitaminas essenciais para a formação de um cabelo bonito e saudável.

Para facilitar a compreensão, listei os melhores benefícios do método abaixo:

  • controla e reduz a queda de cabelo;
  • diminui a alopecia androgenética;
  • acelera o crescimento do cabelo e estimula a produção de novos fios;
  • melhora a estrutura da haste capilar;
  • aumenta a densidade e o volume das madeixas

A intradermoterapia capilar é um tratamento eficaz contra a queda capilar e o  enfraquecimento dos fios, estimulando a produção de nutrientes e vitaminas essenciais para conquistar cabelos saudáveis

Este procedimento deve ser feito por profissionais qualificados na área da saúde.

 

Esse foi o conteúdo do blog bnyou nesta semana, com dicas, dúvidas e indicações de tratamentos que você pode começar agora para lhe ajudar no tratamento da queda de cabelo, que afeta muitas pessoas todos os dias. E é claro, que para qualquer tratamento ser feito é importante entender qual é causa da queda capilar.

O bnyou  sabe que um cabelo bem cuidado e do jeito que você quer faz toda a diferença na sua autoestima!

Indicamos para você também, um conteúdo incrível sobre o corte de cabelo bordado que falamos em outra matéria do nosso blog:

O corte bordado vai ajudar você a se livrar das pontas duplas sem tirar o comprimento, ajudando é claro na saúde dos seus fios.

Pede um bnyou, e se surpreenda!